fbpx

FORGOT YOUR DETAILS?

Saber comer com saúde

“Que o seu alimento seja o seu medicamento, e que

seu medicamento seja o seu alimento.”

Hipócrates

A 16 de outubro celebra-se, anualmente, o Dia Mundial da Alimentação.

A Medicina Tradicional Chinesa (Medicina Chinesa) entende o indivíduo como um todo e a saúde como um dinâmico e ténue equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e espirituais da sua vida, bem como do seu relacionamento com o meio em que vive. Através de diferentes terapêuticas, das quais faz parte a dietética, regulariza o fluxo energético, equilibra mente e corpo, permitindo ao organismo a auto preservação, essencial para retardar o envelhecimento, prevenir e tratar doenças. Efetivamente, os alimentos constituem um dos fatores mais importantes na prevenção de doenças e na manutenção do equilíbrio.

A Medicina Chinesa relaciona os alimentos e suas características com os seus efeitos sobre o sistema energético humano, permitindo assim a sua utilização na manipulação das condições do organismo em busca do equilíbrio.

Segundo esta filosofia, a energia tem duas qualidades: Yin e Yang. Acredita-se que os alimentos yin são mais nutritivos e calmantes, e os yang mais estimulantes.

Os alimentos, obedecem, igualmente, à Lei dos Cinco Movimentos, que relaciona diversas características com os elementos MADEIRA, FOGO, TERRA, METAL e ÁGUA, conforme podemos verificar no quadro 1.

A partir de agora preste muita atenção às suas emoções e tenha-as sob controlo com a alimentação!

 

Recomendações Básicas da Diatética Chinesa para uma Alimentação Saudável e Holística:

  • Comer com prazer, num ambiente agradável, sem distrações externas;
  • Mastigar 10 a 15 vezes antes de engolir. Comida bem mastigada, sacia mais rapidamente e previne a obesidade.
  • Parar quando está a saber melhor, ajuda a determinar a quantidade certa a comer. A sensação de sono ou enfartamento não deverá aparecer após a refeição.
  • Ingerir poucos líquidos (yin) durante as refeições. O líquido em excesso afoga o fogo digestivo do estômago. Os líquidos deverão ser ingeridos, sobretudo, entre as refeições.
  • Privilegiar alimentos frescos e evitar alimentos processados, congelados, vísceras, aditivos alimentares, açúcar refinado e adoçantes.
  • Proporção dos Alimentos:
    • 50-80% – Grãos (milho, cevada, painço, aveia, arroz, espelta, trigo)
    • 30-40% – Legumes (cenouras, batatas, erva-doce, feijão, repolho, leguminosas como feijão e lentilhas)
    • 5% – Carne ou, ainda melhor, peixe
    • 5% – Alimentos crus, saladas, fruta
  • Oiça a sua “voz interior”, que, muitas vezes, de forma instintiva, lhe revela qual sabor mais indicado.

 

 

Quando estamos irritados, temos facilidade em engolir os alimentos, mas dificuldade em digeri-los. Quando estamos tristes, temos dificuldade em engolir e em digerir os alimentos. Assim, quando experienciamos emoções fortes, é aconselhável que adiemos o momento da refeição, até que estas desapareçam.

 

 

TOP
SEGUNDA A SEXTA 9.00 - 19.00
Cart Menu Button Icon0
Your Cart