fbpx

Stresless A situação de pandemia com a qual estamos a lidar há já um ano e que a todos nos afeta, está a propagar também perturbações como o stress, a ansiedade e a depressão.
Perturbações que, para além de toda a sintomatologia e sofrimento associados, ainda reduzem o nosso sistema imunitário.
Por este motivo, selecionámos, para si, 5 dicas para que possa gerir melhor o stress e a ansiedade, sobretudo nesta fase.
Como Epicteto – filosofo grego que viveu grande parte da sua vida como escravo, nos diz, algumas coisas estão sob nosso controlo, mas outras não. Só depois de aceitarmos esta regra fundamental e aprendermos a distinguir entre o que podemos e o que não podemos controlar é que a tranquilidade interior e eficácia exterior serão possíveis.

«O que importa não é o que acontece, mas como reage ao que lhe acontece», Epicteto

1 – Medite, sempre que possível na Natureza Stressless

A Meditação é uma prática utilizada desde sempre pelos sistemas de saúde tradicionais, como a Medicina Chinesa. Hoje, a comunidade científica reconhece amplamente os seus benefícios, nomeadamente, no combate ao stress.
Se ainda não o faz, seria muito importante que começasse a meditar, nem que fossem apenas 10 minutos, todos os dias.
No nosso artigo ‘Comece a meditar’, explicamos tudo aqui Comece a Meditar, mas alguma dúvida, pode sempre contactar-nos.

«A verdadeira viagem da descoberta consiste
não em procurar novas paisagens, mas em ter novos olhos.»
Marcel Proust

Se conseguir meditar na natureza, os benefícios serão ainda maiores, porque o contacto com a Natureza faz-nos realmente bem. Muitos são os estudos que o comprovam, como por exemplo o publicado no Environmental Health and Preventive Medicine, que demostra que o contacto com a natureza reduz os níveis de cortisol (a hormona do stress), diminui a pulsação, baixa a pressão arterial e interfere com a atividade do sistema nervoso.
É a natureza também que nos proporciona a fitoterapia usada pela medicina chinesa, os óleos essenciais e as tisanas (‘chás’), alguns dos quais específicos para estes transtornos, como por exemplo, a alfazema e valeriana. Stresless

2 – Concentre-se apenas nas coisas que consegue controlar Stressless

Preocuparmo-nos com o que não depende de nós, bem como com os cenários negativos que a nossa mente constrói – e que a maior parte das vezes (felizmente) não se concretizam – só nos traz sofrimento inútil, desperdiça a nossa energia e desgasta, impedindo-nos de viver o presente, tudo o que temos.
Assim, como é importante que vigie os seus pensamentos, vigie também o seu diálogo interior e seja gentil consigo mesmo.

«Não sobrecarregue os seus dias com preocupações desnecessárias, a fim de que não perca a oportunidade de viver com alegria.»
André Luiz Stresless

3 – Ligue à família e amigos Stressless

As circunstâncias atuais obrigam-nos a um distanciamento físico, mas pedem-nos, como nunca, proximidade dos que nos são mais queridos. E aqui temos a tecnologia a nosso favor. Continue a cultivar as relações familiares e de amizade. Eles são o nosso porto seguro.
E lembre-se que se a ‘carga’ se tornar demasiado pesada, está tudo bem em pedir ajuda, afinal’ That’s What Friends Are For’ Stresless

 

4 – Faça Acupuntura Stressless

Este vídeo, mostra a inserção de uma agulha num ponto denominado ‘Yin Tang’ (que se localiza entre as sobrancelhas, mesmo acima do nariz). Este ponto de acupressão é um dos pontos trabalhados nos quadros de ansiedade, já que tranquiliza e acalma a mente.

Em casa, sempre que se sentir mais ansioso, pode sentir os seus benefícios, pressionando, continuamente, o referido ponto, com a ponta do dedo médio.
Sem recurso a químicos e desprovida de efeitos secundários, a acupuntura vai ainda aumentar a produção de endorfina e serotonina, duas hormonas responsáveis pela alegria e bem-estar.

Vendo o indivíduo como um todo, a Medicina Chinesa, procura um equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e o meio onde estamos inseridos. O tratamento realizado após o diagnóstico, visa sempre resolver o problema na sua origem.

No documento publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Acupuncture: Review and analysis of reports on controlled clinical trials, pode constatar-se que no tratamento da ansiedade, a acupuntura tem uma eficácia superior à medicação convencional; no tratamento da depressão, idêntica à medicação convencional, mas sem efeitos secundários; e uma eficácia de 98% no tratamento da insónia Stresless

5 – Cuide de si

Esta dica vem reforçar ainda mais as anteriores.
Longe de ser uma atitude egoísta, cuidar de nós, é o melhor que podemos fazer, também pelos outros.
Para poder cuidar de si, esta terá que ser uma das suas prioridades. E quando temos prioridades, inevitavelmente, temos que aprender a dizer NÃO às prioridades dos outros, porque o dia vai continuar a ter as mesmas 24 horas…

Para além da meditação, do contacto regular com a natureza, de se concentrar apenas naquilo que consegue controlar, de se manter ligada à família e aos amigos, de pedir ajuda sempre que necessário, de poder recorrer à medicina chinesa, cuidar de si, também passa por dormir bem, praticar exercício físico e alimentar-se de forma saudável. Tudo isto e muito mais.

É tornar-se a sua prioridade, é ter tempo para si, para fazer as coisas que mais gosta, sejam elas: ler, escrever, ouvir música, dançar ou aprender algo novo, por exemplo. Aquelas coisas que lhe permitem entrar no estado de flow (ou fluxo) – aquele estado mental que acontece quando nos sentimos totalmente absorvidos, felizes e focados no que estamos a fazer. Em essência, o flow é caracterizado pela imersão completa no que se faz, e por uma consequente perda do sentido de espaço e tempo.

«Felicidade Quando O que pensa, O que diz E o que faz Estão em harmonia»
Mahatma Gandhi Stresless

Cuido de mim?

Cada coisa a seu tempo tem seu tempo.
Não florescem no inverno os arvoredos,
Nem pela primavera
Têm branco frio os campos.
Ricardo Reis,
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

a vida tudo tem o seu tempo. Cada ciclo é importante e, com as práticas adequadas, pode nutrir-nos física, emocional, mental e espiritualmente. O inverno convida ao recolhimento, ao aconchego e à introspeção. A natureza, sábia, criou todas as condições, para que, nesta fase, olhemos mais para dentro de nós próprios. O silêncio do inverno contrapõe-se à necessidade de ruídos do verão… O silêncio do inverno é essencial para que haja alegria no verão. É tempo de fortalecer o íntimo, a essência, a seiva, a energia vital.

Medicina Tradicional Chinesa 

A Medicina Tradicional Chinesa, com mais de 5 mil anos, rege-se pela filosofia Taoista. O Tao corresponde ao princípio absoluto, que está na origem de todos os fenómenos. Na filosofia Taoista o Homem é parte integrante da natureza, não se podendo dissociar desta sem romper o seu próprio equilíbrio. A dialética Yin/Yang (complementaridade dos opostos), aplica-se a todas as manifestações do universo. As energias Yin/Yang encontram-se igualmente no Homem e têm importância fundamental no seu equilíbrio (mente, corpo e espírito), bem como na manutenção da saúde. Na Natureza e no Homem o Yin/Yang manifestam-se através dos cinco Movimentos: MADEIRA (Primavera/Fígado); FOGO (Verão/Coração); TERRA (Meio do Verão/Baço); METAL (Outono/Pulmão); ÁGUA (Inverno/Rins).

O movimento ÁGUA está associado ao INVERNO, ao elemento frio, ao sabor salgado, aos RINS, aos órgãos reprodutores, às glândulas supra-renais, aos ossos, aos dentes, à medula, aos ouvidos, e à BEXIGA. Quando este movimento está em equilíbrio, podemos observar: vontade, coragem, determinação, foco, capacidade de decisão e execução, vitalidade física e sexual, sabedoria, conhecimento intuitivo e longevidade, por outro lado, distúrbios no movimento, dão origem a: medos, pânico, fobias, indecisão, timidez, falta confiança, isolamento, ansiedade, frustração, incapacidade de execução, ausência de rumo, alternância constante de objetivos, muita agitação, pouca ação …

 

 

 

 

Os rins armazenam a nossa energia vital (JING), que circula no nosso organismo através de canais, chamados meridianos (trajetos internos e externos que servem de transporte da energia a todas as partes do corpo). Essa energia herdada dos nossos pais (Energia Ancestral), conjugada com a Energia adquirida dos alimentos e do ar é responsável pela nossa vitalidade e longevidade. A deficiência na sua essência pode manifestar-se por esterilidade, perda de cabelo, dentes soltos, desenvolvimento lento nas crianças, ossos fracos e moles, com a sua diminuição envelhecemos e ficamos doentes; com a sua extinção, morremos.

Fortaleça a sua Energia Vital

Para preservar e fortalecer a sua ENERGIA VITAL cultive um estilo de vida saudável e que respeite os ritmos da natureza, especialmente nesta altura do ano (Inverno) deve ter em consideração:

Seja Feliz!

Na Five Clinic desenvolvemos um tratamento que promove a sua energia vital e chamamos-lhe “Energy”

É um tratamento  que permite ao organismo reencontrar o seu equilíbrio, fundamental para retardar o envelhecimento, prevenir e tratar doenças. Sentir-se-à reenergizado e preparado para viver a vida na sua plenitude.

Disponível na nossa loja-online. (Clicar aqui)

 

Meditação

|Prepare-se para Meditar|Antes de Meditar|Vamos Meditar|

Inicie-se nesta prática milenar com raízes orientais e sinta profundas melhorias na sua saúde física e mental

Meditação: o que é? 

Existem muitas dúvidas e expetativas em torno da meditação e do que se pretende alcançar através dela. Para algumas pessoas a meditação é uma técnica orientada para a solução de um problema específico, para outros é uma contemplação passiva, com ou sem carater religioso, para outros ainda, é deixar a mente divagar sem qualquer direcionamento.

Para descobrir o que, verdadeiramente é a meditação, a melhor maneira é mesmo, meditando! Ao fim de algum tempo de prática, vai perceber que se trata de uma experiência única e bem distinta das acima descritas.

Os diferentes métodos de meditação, têm por objetivo levar a mente, de um estado de cansaço, confusão e desarmonia para um estado de vitalidade, equilíbrio e harmonia. O objetivo da meditação é tranquilizar a mente, alcançar a paz interior e um relaxamento profundo, que persista e nos acompanhe durante as nossas atividades quotidianas, com inúmeras vantagens para a saúde mental e física.

Como começar? 

Qualquer que seja o motivo para querer iniciar esta prática, não queremos que se desmotive, e por isso, vamos dar-lhe uma ajuda, passo a passo e sem pressas!

Prepare-se para Meditar

“O sucesso depende de uma preparação prévia. Sem tal preparação, o falhanço é certo.”

1 – A escolha do local Meditação

Meditação

Meditação

Escolha um local que possa usar para esta finalidade e, no início, evite trocar de lugar a cada meditação. Procure um lugar calmo, silencioso e livre de distrações. Fale com a família e peça-lhes para não o interromper. O lugar não deve ser excessivamente quente, nem excessivamente iluminado – quanto menos luz, melhor. As meditações à noite ou antes de amanhecer são as mais produtivas. Depois, com a prática, poderá meditar em qualquer lugar -até no caminho de casa para o trabalho. Há mesmo quem consiga meditar em locais muito barulhentos e movimentados. No entanto, para um principiante o ideal será escolher um lugar tranquilo e silencioso.

 

2 – A escolha a posição

Meditação

Meditação

No início, poderá sentar-se numa cadeira confortável, que lhe permita manter a coluna direita, pois facilita o processo respiratório, melhora a circulação de energia (QI) e facilita a estabilização do sistema nervoso central. Com a prática, ou logo que se sinta preparado, poderá meditar em qualquer das posições tradicionais de meditação. Se meditar no chão, faça-o em cima de um tapete ou cobertor, para evitar absorver o frio do chão e lembre-se de que não importa muito a maneira como se senta, desde que mantenha a coluna direita. Depois de começar a meditação, evite mudar de posição ou mexer-se. Também se desaconselha muita criatividade na colocação das mãos – é preferível pousá-las no colo uma sobre a outra

3 – A escolha da hora

Meditação

Meditação

O ideal é definir os períodos do dia em que vai meditar, contudo, não seja demasiado rígido com o horário, pois caso não consiga na hora prevista, a tendência poderá ser já não meditar nesse dia. No início é aconselhável praticar duas vezes ao dia, durante 20 minutos; mais tarde poderá passar a 30 minutos, no entanto, não necessita fazer por mais tempo, pois irá desgastar-se e comprometer as suas tarefas diárias. A persistência e a melhoria, a cada dia, é que lhe permitirão uma prática duradoura. Os esforços impulsivos e descontrolados são limitados no tempo.

“Se derramar um balde de água, gota a gota, sistematicamente, sobre uma pedra, é bem provável que consiga fazer um pequeno furo nela, mas, se lançar toda a água de uma só vez sobre a pedra, o máximo que vai conseguir é molhá-la” – Sabedoria oriental.

Os dois momentos do dia mais propícios para a meditação são a aurora e o por do sol. Pelo contrário, desaconselha-se a sua prática, após as refeições e antes de dormir. No último caso, porque poderá perder o sono, já que 20 minutos de meditação podem provocar um relaxamento equivalente a 6 horas de sono regular.

Ainda antes de Meditar

Não deve iniciar a sua meditação diária de uma forma confusa e abrupta. Será mais difícil controlar a sua mente e as ansiedades relacionadas com as atividades anteriores irão interferir na sua meditação, podendo impedir que atinja o estado de paz e harmonia desejado.

Assim, antes de meditar, deve respirar profundamente, relaxar e deixar de lado as preocupações e os aborrecimentos. Só depois estará pronto para alguns exercícios de relaxamento que o irão conduzir a um estado propício à meditação.

A respiração está intimamente relacionada com o estado mental. Será irregular, quando estamos emocionados, ansiosos, angustiados e calma e impercetível, quando estamos tranquilos.

Os exercidos respiratórios são aconselhados antes da meditação porque predispõem a mente para um estado de consciencialização e tranquilidade.

Experimente inspirar profunda e lentamente, reter o ar por alguns segundos e depois expirar calmamente, repita este exercício, no mínimo, 5 vezes e depois passe para o relaxamento:

Foque a sua atenção nas diversas partes do corpo, por esta ordem: pés, tornozelos, pernas, joelhos, coxas, zona do baixo-ventre, abdómen, peito, parte baixa das costas (zona lombar), omoplatas, ombros, braços e cabeça. Com a prática irá notando um aumento progressivo da sua capacidade de relaxar.

Agora sim – Vamos meditar! Preparado?!

Métodos de meditação

Não é possível apaziguar a mente, apenas porque temos essa vontade. Ramakrisha um famoso mestre de meditação, comparava a mente a um macaco com fogo no rabo: sem um método específico de meditação, a mente salta de um pensamento para outro, numa sucessão vertiginosa. O objetivo dos métodos tradicionais de meditação é, justamente, controlar essa tendência, dando à mente algo em que se deve manter focada. E porque alguns desses métodos são algo complexos, o que poderia desmotivar quem se inicia na prática, deixamos-lhe três propostas que sugerimos que experimente pela ordem apresentada:

1 – Meditação Tibetana do som Meditação

Sente-se calmamente, feche os olhos, alinhe acoluna e procure consciencializar-se dos sons à sua volta. Esses sons poderão ter origem no ambiente onde se encontra, no exterior ou dentro de si mesmo. Leve a sua consciência até qualquer som que seja percetível. Percecione os sons e os silêncios entre os sons.

Este é o método tibetano tradicional que ensina os iniciantes a tornarem-se conscientes do vazio que interpenetra todas as formas e todas as manifestações. Os praticantes avançados, tornam-se tão conscientes, que são capazes de medir o tempo através do próprio batimento cardíaco.

Sugerimos que se dedique a este método, pelo menos, durante 2 meses, realizando meditações 2 vezes ao dia, antes de passar para o próximo método.

2 – Método budista da respiração

Feche os olhos, alinhe a coluna e comece a tomar consciência do ritmo natural da sua respiração. Permaneça por alguns minutos a observar a sua respiração, sem a tentar controlar. Pelo contrário, permita que ela se torne cada vez mais subtil e sem esforço – quanto mais observa a sua respiração, em estado de relaxamento total, mais ela se torna lenta e profunda. Após alguns minutos foque-se no diafragma que se situa no centro do corpo, logo abaixo da caixa torácica e o principal músculo da respiração. A cada inspiração, observe os músculos localizados abaixo da costela, na região acima do umbigo a moverem-se ligeiramente para fora, e a contraírem-se ligeiramente, quando expira.

À medida que a sua atenção se torna mais consciente do processo respiratório, sem o tentar controlar, a respiração torna-se mais rítmica e a mente mais calma e centrada. Muitas tradições afirmam que a respiração e a mente estão tão unidas que é impossível separá-las.

Após praticar este método, duas vezes ao dia, durante 2 meses, sugerimos que avance para o outro método que selecionámos para si:

3 – Meditação com Mantras Meditação

Em muitas escolas o som ou a palavra são também recursos utilizados na meditação. Após revelar um certo domínio das técnicas anteriores, pode experimentar este método que utiliza Mantras. O silêncio perene dificulta o controlo da mente, já a presença do mantra ajuda-a a concentrar-se.

As nossas sugestões de Mantras: “Ananda” – Felicidade; “OM” ou “Aum” – O som do Universo. Poderá também usar Sons, tais como os de sinos, ruido da chuva, som do vento, canto de uma ave, desde que lhe sejam agradáveis e reproduzi-los sucessivamente, verbalmente ou mentalmente.

Ouça a playlist com os mantras que selecionámos para si! (Clique aui)

Sente-se de olhos fechados e coluna direita. Concentre a sua atenção na respiração e repita mentalmente ou verbalize os Mantras anteriores, em harmonia com o ritmo natural de sua respiração. Tudo deve fluir, naturalmente, sem esforços desnecessários e consciencializando-se do aparecimento do som na sua mente.

Pratique este método, também, no mínimo, durante 2 meses, realizando meditações 2 vezes ao dia.

Conselhos finais

Seja consistente no método, não alterne entre métodos, não ceda à tentação de praticar um método em determinado dia e outro método noutro dia – só irá gerar incerteza e confusão na sua mente. Faça uma progressão sistemática de um método para o outro, só assim terá resultados efetivos e progressivos.

Não julgue um determinado método, pelos resultados obtidos após pouco tempo de prática. Por vezes, uma técnica que nos parece excessivamente ingénua, a princípio, acaba por transformar-se na que nos leva mais próximos dos nossos objetivos.

Após uma prática disciplinada de 12 meses, com 2 ciclos de 6 meses cada, estará preparado para iniciar a meditação com Mantras direcionados para o seu caso em particular.

Meditação

Meditação

Boa prática, qualquer esclarecimento ou dúvida entre em contato que podemos ajudá-lo na sua iniciação! Dê-nos o seu feedback!

 

SOS bikini

A temperatura aumenta, a quantidade de roupa diminui e somos confrontados com uma dura realidade: os quilinhos a mais e a celulite não só (ainda) não foram exterminados, como parecem determinados a irem connosco de férias…

O tempo escasseia… mas é sempre tempo! “Não podemos voltar atrás e fazer um novo começo, mas podemos começar agora e fazer um novo fim”. Agora, sem desculpas, “Faça o melhor que puder, com o que tem, onde estiver”.

Para a Medicina Tradicional Chinesa toda a doença ou afeção é sinal de um desequilíbrio. Não deixe que a pressa de se livrar do volume a mais e da inestética “casca de laranja”, a tempo de vestir, confiante, o seu novo biquíni, a atirem para dietas loucas e outros programas de emagrecimento e de combate à celulite, que lhe possam criar ainda mais desequilíbrio… Ao invés, recupere a visão holística do seu corpo e viva em harmonia com as leis da natureza, as suas leis originais… Esta é a única forma de alcançar, para além de um corpo fantástico, também saúde, vitalidade e longevidade. Mais do que eliminar os sinais ou sintomas, importa resolver a causa do problema (desequilíbrio). Todos os sintomas são extremamente valiosos, pois são eles que nos avisam que a harmonia se perdeu algures e que é urgente resgatá-la. É, pois, importante que saibamos escutar o nosso sábio organismo e que o ajudemos na sua extraordinária capacidade de auto-cura. A adoção de hábitos de vida saudáveis, que, por vezes, implicam apenas pequenas alterações à nossa rotina, poderão conduzir-nos a grandes conquistas na nossa saúde e bem-estar.

 

Conhecer a celulite, para melhor a combater

Numa sociedade onde reina a “perfeição” do corpo, a celulite é um pesadelo para cerca de 90% das mulheres, uma autêntica inimiga da sua auto-estima.

A lipodistrofia ginóide, a temida vilã, vulgarmente conhecida por celulite é um depósito de gordura e tecido fibroso que causa irregularidades na pele que está por cima, em determinadas regiões do corpo da mulher. Da mulher, porque devido à presença das hormonas sexuais femininas, o seu corpo tem tendência para acumular tecido gordo em determinadas regiões: abdómen, nádegas e coxas. Estas são as zonas mais problemáticas, mas pode também instalar-se nos joelhos e parte interna dos braços.

A pele é constituída por 3 camadas, a epiderme, a camada mais superficial, a hipoderme, a camada mais profunda e a derme a camada intermédia. Na hipoderme, encontram-se os adipócitos, células que armazenam energia sob a forma de gordura e cujo tamanho vai aumentando, à medida que vai armazenando gordura. Na mulher, os adipócitos estão separados por membranas fibrosas perpendiculares que unem os músculos à superfície cutânea. O aumento de volume dos adipócitos empurra a pele para fora e a retração das membranas fibrosas, dá-lhe o aspeto “casca de laranja”. No homem, as membranas fibrosas são mais obliquas. A diferença na estrutura das fibras é outro dos motivos porque a celulite é muito mais frequente nas mulheres. No entanto, existem hábitos e práticas que ambos os géneros devem adotar para combater a celulite e a gordura localizada. Partilhamos consigo alguns deles:

 

Como a Medicina Chinesa pode ajudar

A Medicina Chinesa analisa a celulite e o excesso de peso não apenas pela vertente fisiológica, mas também do ponto de vista energético. Entende o individuo como um todo, em que a saúde depende de um dinâmico e ténue equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e espirituais das nossas vidas, bem como do nosso relacionamento com o meio em que vivemos.

Quando a energia (QI) flui, o ponteiro da balança desce, a sua autoestima sobe, assim como a sua energia, vitalidade, saúde, bem-estar e longevidade.

Este sistema de saúde integral faz uma abordagem global e localizada. A nível global atua nos desequilíbrios funcionais que estão na origem da celulite ou gordura localizada, promovendo nomeadamente: o equilíbrio do organismo e a sensação de bem-estar com a libertação de endorfinas e serotonina; estabilizando o sistema nervoso, digestivo e endócrino; reequilibrando as emoções; reduzindo o apetite; normalizando a ansiedade e os níveis de stress; promovendo um sono reparador; melhorando a circulação sanguínea e linfática. Localmente, com recurso à Acupuntura Lipolítica, Vacoterapia e Massagem Reafirmante, promove o efeito lipolítico dos adipócitos; ativa o sistema linfático e sanguíneo; elimina toxinas; estimula as fibras musculares, combatendo a flacidez e eliminando o aspeto “casca de laranja”.

Relativamente a outros métodos apresenta, entre outras, as seguintes vantagens:

E para que possa dizer adeus à celulite nas próximas férias, a Five Clinic, criou um programa para si:

SOS Bikini – Em Junho, Consulta de Avaliação Gratuita (Clique Aqui)

Programa inovador e eficaz, especialmente para o Verão, que combina Acupuntura de Emagrecimento (regula desequilíbrios funcionais e emocionais que estão na origem do excesso de peso), a Acupuntura  Adelgaçante, Vacuoterapia, Massagem Reafirmante, cremes e fitoterapia (100% natural), com o objectivo de perder peso, eliminar celulite e gorduras localizadas. Os estímulos promovem o efeito lipolítico dos adipócitos (células que armazenam gordura), ativam o sistema linfático eliminando as toxinas e estimulam as fibras musculares combatendo a flacidez.

Recomendado para perdas até 5 quilos por mês , Celulite com grau de evolução I e II ou tonificação dos glúteos.

Até breve!

Primavera«Meu Amor, Meu Amor, É Primavera! É Primavera agora, meu Amor!

O campo despe a veste de estamenha; Não há árvore nenhuma que não tenha O coração aberto, todo em flor!»

 

Florbela Espanca

Primavera 

O Inverno começa a dar lugar à Primavera, a estação mais florida do ano, que nos brinda com belas paisagens, pinceladas por uma enorme diversidade de cores, odores, sons e movimentos. Conforme as estações do ano se sucedem, os seres vivos adaptam-se às mudanças num eterno ritual. Com a chegada da Primavera, a energia yang tende para o seu máximo, acompanhando a fase de crescimento da Natureza, o que influencia sobremaneira o equilíbrio físico, mental e espiritual do ser humano e, consequentemente, a sua saúde. Para a medicina chinesa, a Primavera está relacionada com o elemento MADEIRA, com o órgão FÍGADO e com a víscera VESÍCULA BILIAR.

ABORDAGEM FISIOLÓGICA

Numa abordagem fisiológica, o FÍGADO é o segundo maior órgão do corpo humano. São suas funções a produção da bílis, a síntese do colesterol, a desintoxicação do organismo, a síntese do glicogénio, a coagulação do sangue, bem como o depósito de água, sangue, ferro, cobre, vitaminas A, D e do complexo B. Entre outras funções vitais para o corpo humano, tem ainda um papel essencial na absorção dos nutrientes. A VESÍCULA BILIAR tem como principal função o armazenamento da bílis utilizada pelo sistema digestivo.

A MEDICINA CHINESA

A medicina chinesa analisa o sistema FÍGADO/VESÍCULA BILIAR não só do ponto de vista fisiológico, mas também do ponto de vista energético. Nesta perspetiva, o sistema tem como principais funções: suavizar e regular o fluxo de QI, regular as emoções (está associado ao sistema límbico), regular a digestão, armazenar e regular o sangue. O Fígado regula a quantidade de sangue em circulação no organismo e armazena-o, sendo o Coração o responsável pela sua circulação. Quando o corpo humano está em movimento, a maior parte do sangue circula no corpo dentro dos vasos, mas quando está em repouso a maior parte do sangue fica no fígado. O FÍGADO tem uma relação direta (interior/exterior) com a VESÍCULA BILIAR, estando o FÍGADO relacionado com a RAZÃO e a VESÍCULA BILIAR com a DECISÃO e CORAGEM, só quando os dois estão em equilíbrio, é que a atividade mental e a consciência são plenas. Normalmente, as pessoas que sofrem da VESÍCULA BILIAR são muito medrosas. Para a medicina chinesa, o FÍGADO é o MAR DO SANGUE, armazena o HUN (ALMA) e é o GENERAL DO QI (responsável por comandar todo o fluxo de QI no organismo), nutre os músculos e tendões, tem o seu reflexo na aparência nas unhas, a sua abertura nos olhos e somatiza-se nos ombros, joelhos, seios e aparelho reprodutor feminino.

Na Primavera, o Fígado e a Vesícula Biliar estão mais expostos O FÍGADO é particularmente afetado na Primavera. Nesta estação, o VENTO tem uma ação preponderante na dispersão do pólen das flores, criando alergias que atingem, sobretudo, os olhos e na criação de tensão muscular e rigidez de movimentos no pescoço, cotovelos e joelhos.

Sinais físicos de alerta:

 

O FÍGADO COMANDA A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

O estado energético do Fígado influencia intimamente o equilíbrio das emoções e a inteligência emocional.

A pedra basilar da inteligência emocional é a autoconsciência, isto é, o reconhecimento de um sentimento enquanto ele decorre. Reconhecer as nossas emoções e as emoções dos outros, promove a empatia e a tolerância, habilidades fundamentais em diversas áreas da vida.

Sinais de alerta no desequilíbrio das emoções:

 

A MEDICINA CHINESA NÃO SEPARA OS SINAIS EMOCIONAIS DOS FÍSICOS

A medicina chinesa não separa os sinais emocionais (mentais) dos físicos (fisiológicos), pois são ambos, as duas faces da mesma moeda, ou seja, um desequilíbrio fisiológico do Fígado pode desencadear emoções nocivas ou, pelo contrário, emoções nocivas prolongadas podem desencadear alterações fisiológicas no Fígado.

Os sinais e sintomas não devem ser ignorados para que não evoluam para doenças mais complexas, tais como: neuroses, hepatites crónicas e infeciosas, doenças oculares, doenças do sistema nervoso central, menstruação irregular, faringite, doença de Ménière, hipertensão arterial, colecistite aguda, pancreatite aguda, conjuntivite aguda, psicose maníaco-depressiva, anemia, AVC (Acidente Vascular Cerebral), epilepsia, meningite, disfunção eréctil, entre outros.

 

Da primeira menstruação ao envelhecimento saudável

A ligação estreita entre Medicina Chinesa e ciclo de vida da mulher ajuda a encarar com otimismo, energia e boa disposição várias etapas que nem sempre são fáceis de ultrapassar: menstruação uma vez por mês, gravidez durante nove meses, amamentação, falta de líbido sexual, afrontamentos na menopausa e outros contratempos! Uff! Nem sempre é fácil ser mulher e viver em plenitude cada uma das diferentes fases do ciclo feminino. Mas não é impossível! Acompanhe-nos ao longo deste artigo e perceba como é que a Medicina Tradicional Chinesa pode ajudar.

Para abordar a milenar Medicina Chinesa e ciclo de vida da mulher, é preciso considerar que o corpo humano é regido pela força do fogo ou Yang (princípio masculino) e da água ou Yin (princípio feminino), sendo que a última é, na sua essência, recetiva, passiva e suave. Só que estas características do Yin não se coadunam com a vida das mulheres ocidentais, sempre ocupadas e stressadas. E como essa sobrecarga de tarefas desgasta corpo e mente, pode levantar problemas de saúde nas principais fases do ciclo de vida: do aparecimento da menstruação à menopausa e envelhecimento, passando pela sexualidade, gravidez e amamentação.

Felizmente, os tratamentos da Medicina Tradicional Chinesa podem ajudar a resolver alguns distúrbios femininos de forma a que todas as mulheres vivam cada fase de forma plena e feliz, sem comprometer a etapa seguinte.

 

É altura de voltar a chamar o Yang a este artigo, porque o seu ciclo menstrual obedece a uma lógica de alternância entre a energia Yang e Yin. Resultado? Na altura em que está menstruada pode sentir emoções diversas e até comportamentos que fogem ao normal. Correto? Pois bem, para os controlar, deve perceber que a menstruação marca o início do ciclo e corresponde à transformação do Yang em Yin ou, por outras palavras, corresponde à fase em que o seu corpo se preparou para receber um embrião. Contudo, quando não há fecundação, mas menstruação, pode acontecer que, durante uns dias, sinta dores, cólicas, sangramento excessivo ou outras alterações que provocam um desequilíbrio. Colmatar essas alterações implica compreender como se processam os diferentes momentos do ciclo menstrual e como respeitar as necessidades de cada um deles.

Acupuntura da dor menstrual

Dores, cólicas, inchaço, amenorreia, stress ou ansiedade, são alterações no ciclo menstrual que pode equilibrar de forma natural, experimentando a acupuntura. Clique aqui para marcar a sua primeira consulta de acupuntura da dor menstrual.

 

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, o excesso de atividade sexual pode causar algumas enfermidades, mas a falta de sexo também, pois desencadeia frustração sexual que leva ao stress emocional. O que acontece é que uma mulher com um apetite sexual saudável tem o chamado Fogo Ministro em abundância (energia Yang), mas liberta-o a cada orgasmo, enquanto que quando há desejo sexual, mas não há orgasmo, esse fogo se pode acumular, a energia estagnar… e gerar alguns problemas ginecológicos. Assim, é essencial que aprenda a lidar mentalmente com o desejo sexual e com a solidão, se for o caso. Ou, por outro lado, a pedir ajuda para ultrapassar problemas relacionados com a falta de líbido que podem prejudicar a relação de um casal.

Acupuntura para melhorar a sexualidade

A frustração emocional, falta de líbido ou outros problemas sexuais que afetam um relacionamento, podem ser equilibrados recorrendo à acupuntura. Clique aqui para marcar a sua primeira consulta de acupuntura para melhorar a sexualidade.

 

Se no ciclo menstrual, em vez de menstruação surgir um embrião… Parabéns! Está grávida! Goze em pleno este que é um dos momentos mais marcantes da vida de uma mulher. Como o conseguir quando as mudanças no corpo são tantas e tão visíveis e as emoções pairam à flor da pele? Bom, apesar da gestação ser uma fase delicada, todas as mulheres a vivem com felicidade e expetativa, nem que seja recorrendo à Medicina Tradicional Chinesa, por exemplo.

Acupuntura durante a gravidez

A prática de acupuntura durante a gravidez é útil para equilibrar as suas emoções, mas também para controlar os enjoos e a ansiedade associada à gestação, sem provocar efeitos secundários! Está com dificuldades em engravidar? Leia o nosso artigo: Acupuntura e Fertilidade – Quando a cegonha demora a chegar!

 

E depois da gravidez, vem a amamentação. E mesmo tendo um bebé lindo e perfeito nos braços, é natural que sinta os efeitos secundários do parto e amamentação. É verdade que o seu leite tem tudo o que o seu filho precisa nos primeiros meses de vida e que está sempre à temperatura certa, mas muitas vezes, não é possível amamentar, quer pela dificuldade na subida do leite, quer pela sua qualidade. E não nos podemos esquecer de que neste período a falta de descanso pode contribuir para o enfraquecimento do organismo e consequentemente, produção de leite. Logo, é essencial ajudar o seu corpo a recuperar a energia, comendo alimentos mornos e cheios de nutrientes, bebendo muita água e, se necessário, recorrendo a acupuntura.

Acupuntura durante a amamentação

Os cuidados pós-parto devem ser redobrados de modo a que se sinta bem fisicamente e psicologicamente A gravidez e o parto exigiram-lhe muita energia e isso pode estar a afetar a produção de leite, mas a estimulação de pontos de acupuntura pode ajudar na subida e na produção de leite e evitar mastites. Clique aqui para marcar a sua primeira consulta de acupuntura durante a amamentação.

 

Os sintomas da menopausa variam de mulher para mulher, mas são considerados normais os afrontamentos ou ondas de calor, suores noturnos e irritabilidade, entre outros. Se está na faixa dos 50 anos, a entrar na menopausa, saiba que pode reverter a temperatura interna do seu corpo. Não há como evitar a menopausa, pois faz parte do processo natural de envelhecimento (tal qual o cabelo grisalho e a falta de menstruação), mas há como restaurar a energia. Que energia? Ora bem… segundo a Medicina Tradicional Chinesa, é a energia dos rins que diminui nesta etapa, devido a um desequilíbrio entre a energia Yin e Yang, e por isso o processo metabólico ressente-se e é necessário reencontrar o equilíbrio.

Acupuntura na menopausa

A Medicina Chinesa, que inclui a terapia de alimentos, é uma excelente opção para diminuir os sintomas da menopausa e fazer a reposição hormonal natural. Uma boa dieta aliada a um estilo de vida mais saudável, são excelentes terapias, mas a acupuntura também é usada para restaurar esse equilíbrio com eficácia. Leia também o nosso artigo: A sabedoria da menopausa.

 

Retardar o envelhecimento é um desejo legitimo. Mais do que isso, é uma forma de prolongar a sua saúde e bem-estar. Para o conseguir, deve adotar desde já um estilo de vida saudável que inclua uma dieta equilibrada, exercício físico, descanso, boa disposição (por consequência) e, se necessário, alguma medicina preventiva e anti-aging. Na verdade, e de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, a prevenção de doenças durante o processo de envelhecimento ativo, é primordial para a longevidade. Mas antes de passar à prevenção e reequilíbrio de energia, entenda que numa visão holística, o universo é um todo, composto por partes interligadas em constante movimento, tal como o individuo é um todo em constante mutação. Ora, durante esses ciclos, podem surgir problemas de saúde se as energias Yin e Yang entrarem em desequilíbrio. Desta feita, é fundamental preservar o seu organismo e equilibrar corpo e mente, para viver um envelhecimento ativo e positivo.

Acupuntura anti-aging

Para prevenir e tratar doenças, aliviar dores e relaxar corpo e mente, aposte na longevidade e experimente atuar a nível energético com acupuntura anti-aging. Conheça a receita para viver mais e melhor!

Esteja na primeira menstruação, grávida, a amamentar, a entrar na menopausa ou a encetar um processo de envelhecimento ativo, o que importa é que viva todos os ciclos da sua vida de forma equilibrada e feliz! 

Contacte-nos para saber mais sobre acupuntura clínica.

 

resoluções

“Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo o que plantamos.”

Provérbio Chinês

resoluções

O mês de Janeiro ainda não terminou e, de acordo com vários estudos, 70% das pessoas já abandonaram as suas resoluções de Ano Novo (logo na primeira semana!). Dizem os mesmos estudos, que apenas 8% das pessoas cumprirá aquilo a que se propôs ao som das 12 badaladas.

Para que, no final de 2019, possa pertencer a esta Elite, preparamos uma lista com algumas das resoluções mais populares e dicas para as tornar realidade.

Perder Peso

Entre as resoluções, focadas na saúde, perder peso ocupa o topo da lista.

A perda de peso é um dos passos mais importantes para se ter uma vida saudável, e para que seja duradoura não se deve descurar a alimentação e o exercício físico. Para isso, é essencial que se faça uma alimentação equilibrada, completa e variada.

Importante é seguir a velha máxima “pequeno-almoço de rei, almoço de príncipe e jantar de pobre”. É recomendável comer no máximo 2 a 3 horas antes de dormir para que a digestão já esteja concluída e assim o fígado e a vesícula biliar possam regenerar-se corretamente durante a noite. Sem perder o foco, deve dar-se prioridade a alimentos com menos gordura, mais fibra e proteína magra, deixando sempre de lado alimentos ricos em açúcares refinados. Prefira verduras e vegetais em detrimento das carnes vermelhas. É determinante reduzir as quantidades em cada refeição, e fazer snacks de 3 em 3 horas. Fundamental é também não esquecer o principal elemento do corpo humano, a água, bebendo pelo menos 1.5l por dia.

Para obter melhores e mais rápidos resultados, deve praticar exercício físico pois irá potenciar os efeitos a nível físico, emocional e psicológico. Se optar por fazer exercício ao ar livre melhor ainda para a saúde mental, o humor e a autoestima, como confirma um estudo da Universidade de Essex, no Reino Unido.

A Medicina Chinesa será também uma mais-valia na hora de perder peso de forma saudável. Entendendo o individuo como um todo, quando a energia (QI) flui, o ponteiro da balança desce, e assim a autoestima sobe a par da energia, vitalidade, saúde, bem-estar e longevidade. Também as técnicas de MTC promovem a libertação de endorfinas que estabilizam o organismo, reduzindo não só o apetite mas também o stress e ansiedade. Numa abordagem localizada, existe o recurso à acupuntura lipolítica, vacuoterapia e massagem reafirmante que ativam o sistema linfático e sanguíneo, eliminando as toxinas e a flacidez.

Detox

Muitas destas metas surgem não só pela chegada do novo ano, mas também pelos excessos da época festiva. Depois do Natal chega o Ano Novo e celebrados os Reis é tempo de desintoxicar o corpo de todos os exageros.

A Medicina Chinesa promove a desintoxicação e reequilíbrio do organismo. Para conseguir um Detox natural e bem-sucedido, deve fazer uma ingestão frequente de água e de frutas ricas em água. Evitando uma alimentação exclusivamente liquida, deve ingerir legumes crus ou cozinhados. Gengibre, vegetais de folha verde escura e cereais integrais são boas opções depois da época de demasias. Na FiveClinic, o tratamento Detox alia a dietética chinesa à acupuntura, visa assim a regulação da energia do fígado e da vesícula biliar, promovendo a libertação de toxinas e a desintoxicação do sangue.

Deixar de Fumar

Passadas as 12 badaladas é frequente a promessa de que “vou deixar de fumar”. Com a chegada do novo ano e a vontade de criar novas rotinas é sem dúvida a altura ideal para pôr fim aos maus e velhos hábitos.

As vantagens de deixar de fumar são tanto maiores quanto mais cedo abandonar o vício e os benefícios para a saúde começam logo após o último cigarro. Está provado que depois de 20 minutos sem fumar, a tensão arterial reduz e o batimento cardíaco desacelera. Após 12 horas, os níveis sanguíneos de monóxido de carbono normalizam. E passados 9 meses sem fumar a tosse acaba e diminui também a falta de ar. Ao fim de 10 anos, o risco de cancro do pulmão já diminuiu para metade e se continuar mais cinco anos, o risco será igual ao de um não-fumador.

A acupuntura mostra-se também aqui uma forte aliada. Diferentes estudos, como Acupuncture: Review and Analysis of Reports on Controlled Clinical Trial, reconhecem a eficácia e segurança desta técnica em várias doenças e sintomas, sobretudo no tratamento de dependências, como o tabagismo. Esta terapia não farmacológica inibe os sintomas de privação, promovendo uma redução do desejo de fumar e um maior controlo da ansiedade. Esta terapia estabiliza ainda o apetite, ajudando a prevenir o aumento de peso. Cerca de 75% dos pacientes que recorrem à Medicina Chinesa como forma de tratamento para deixar de fumar conseguem alcançar o objetivo.

Para além uma vida sem fumo, dormir melhor será também uma das metas a atingir neste próximo ano, rumo a uma vida mais saudável.

Dormir Melhor

Um sono reparador, mais do que importante, é essencial para o correto funcionamento do organismo. Confirma a Associated Professional Sleep Societies que quem sofre de insónias corre um risco de morte três vezes superior ao comum.

Dormir bem é uma das melhores defesas contra o envelhecimento. Nem todas as pessoas precisam do mesmo tempo de descanso, no entanto, a zona saudável aponta para um mínimo de 7 horas e meia de sono por dia. É normal não ter uma noite bem dormida, porém quando dormir mal se torna recorrente deve procurar a ajuda de um especialista No que diz respeito a tratamento da insónia, a acupuntura, conforme reconhece a Organização Mundial de Saúde, atinge uma eficácia de 98%.

Cuide de si, uma boa noite é o princípio de um grande dia! Como tal, temos 3 dicas que deve ter em conta para conseguir uma boa noite de sono:

1: O quarto deve ser confortável, silencioso e escuro. A temperatura ambiente do espaço deve ser amena, entre os 18 e os 21 graus.

2: O horário é essencial, o corpo adora rituais. Procure deitar e levantar-se sempre à mesma hora, respeitando as horas de sono necessárias.

3: Evite uma excessiva ingestão de líquidos à noite, para evitar idas à casa de banho que irão interromper o sono.

Gerir melhor o Stress

Um dos motivos que poderá estar a prejudicar a sua noite de sono é o stress, definido medicamente como «uma resposta não específica do organismo a qualquer exigência de adaptação».

Pontualmente, e numa situação inicial, o stress pode ser útil, no entanto, em situações de grande intensidade e longa duração, pode provocar elevados danos psicológicos e físicos. Excesso de trabalho, ou estilo de vida demasiado acelerado são alguns dos principais agentes que incrementam os níveis de stress, gerando-se uma fase de alarme que interrompe o equilíbrio do organismo.

Por forma a manter ou atingir o nível ótimo de stress, a FiveClinic dispõe de um programa inovador focado em restabelecer o equilíbrio entre a mente e o corpo, com vista a aumentar o desempenho, relaxamento e vitalidade, que inclui acupuntura tradicional, electro acupunctura, laserneedle, massagem Tui-na, TDP, moxabustão, fitoterapia, dietética, meditação, chi-kung, isoladamente ou combinadas entre si.

O ano novo está aí e a sua mudança também!

Abandone os hábitos que são tóxicos e o/ a prejudicam e substitua-os por rotinas saudáveis. Defina as suas metas e comece a agir. Não adie os seus objetivos e surpreenda-se com o seu novo Eu! Só a ação irá interromper o círculo vicioso de procrastinação e induzi-lo ao círculo virtuoso de melhoria continua.

 

Boa Caminhada. Comece já e divirta-se pelo caminho!

 

 

A Natureza“Abandonámos a natureza e queremos dar-lhe lições, a ela que nos conduzia tão felizmente e tão seguramente.”

Michel de Montaigne

A Natureza

Será a nossa sociedade verdadeiramente equilibrada e humana?

A crise ambiental é um bom ponto de partida para compreendermos a relação do Homem consigo próprio, ou seja, com a Natureza. Em prol de uma produção desenfreada, para suprir necessidades de consumo, muitas vezes supérfluas, o ser humano confere à natureza o status de mero meio de obtenção de lucro e de recursos naturais. Esta relação exploratória da natureza, ao longo dos séculos, foi consumindo vorazmente os recursos naturais, até que estes começaram a dar sinais de que não eram tão infinitos quanto se pensava…

Numa sociedade em que o “ter” se sobrepõe cada vez mais ao “ser” no indivíduo – e onde parece ter-se chegado ao limite de já nem fazer falta ter, bastando apenas parecer – é importante questionar a dimensão integral do ser humano e se este rumo estará a contribuir para a sua felicidade e bem-estar. Já dizia Montaigne: “Abandonámos a natureza e queremos dar-lhe lições, a ela que nos conduzia tão felizmente e tão seguramente.” Na ilusão de que ser feliz significa dizer “eu sou o melhor”, “eu sou o primeiro”, “eu sou isto”, “eu tenho aquilo”, o homem perdeu o respeito por si, pelos seus limites e pela natureza. Esqueceu-se de quem é e da sua origem. É urgente que recupere a consciência e se concilie, sobretudo, consigo, porque o homem não pode viver desligado da sua essência. Sempre que o fizer, os sinais de desequilíbrio surgirão para o lembrar que não pode desrespeitar as leis da natureza – nunca houve tanto stress, isolamento, depressões e mal-estar.

Planeta doente?

Para a Medicina Tradicional Chinesa todas as emoções são reações a acontecimentos. No entanto, a partir do momento em que se tornam constantes, passam a ser consideradas prejudiciais e causadoras de doenças. Neste momento o planeta Terra está gravemente doente. Cientistas e políticos debruçam-se sobre a doença da Terra e até sobre os tratamentos urgentes a aplicar para evitar o pior, mas não é o planeta Terra que pede socorro, senão cada um de nós… É verdade que a crise agride, desequilibra, fragiliza, mas pode também ser um fator de evolução ou representar um novo começo. Quando escrita em chinês, a palavra “crise” é composta por dois caracteres – um representa perigo e o outro representa oportunidade. O próprio indivíduo é construído a partir de uma série de crises, das quais o nascimento é a primeira e a mais espetacular. Uma grande provação obrigará tanto mais à mudança quanto mais dolorosa for: o ser descobrirá nela uma dimensão nova ou regredirá sem recurso. A vida nos campos de concentração conduziu a inúmeros atos de heroísmo e de sacrifício, mas também conduziu aos atos mais cobardes e baixos. A situação de crise em que nos encontramos, atualmente, tem o mérito de requerer uma tomada de consciência generalizada. É ao nível da evolução das aspirações, das mentalidades das atitudes e dos comportamentos que se escortinam desde já os sinais de profunda mudança. Hoje, todos os futuros são possíveis, nem sequer é impossível que consigamos instituir uma sociedade equilibrada e humana.

Como viver em harmonia?

Segundo a filosofia oriental, o primeiro passo para viver em harmonia e equilíbrio com o mundo é encontrar o próprio equilíbrio e harmonia. Os chineses acreditam na existência de uma realidade última que é subjacente e unifica tudo o que observamos denominada “TAO”. O mundo é visto como uma mudança contínua, onde existem padrões constantes. O sábio reconhece esses padrões e dirige as suas ações de acordo com eles, tornando-se “uno com o TAO”, vivendo em harmonia com a natureza e obtendo bons resultados em tudo o que realiza. A principal caraterística do TAO é a natureza cíclica do seu movimento e a mudança incessante. Do TAO, surge o Yin e Yang, os dois princípios da dualidade como branco e preto, dia e noite, masculino e feminino. O TAO manifesta-se pela inter-relação dinâmica dessas duas forças fundamentais opostas e complementares que se encontram em todas as coisas. Além desta dinâmica, os antigos filósofos observaram que a vida e os fenómenos que nos rodeiam eram compostos por ciclos. Concluíram que em cada um destes ciclos, existiam cinco fases distintas a que chamaram cinco elementos ou movimentos: madeira, fogo, terra, metal e água. São precisamente estes os conceitos-base da Medicina Tradicional Chinesa, uma das mais antigas do mundo, apesar de só ter começado a ser divulgada, a partir dos anos 70.

Medicina Tradicional Chinesa

A Medicina Tradicional Chinesa acredita que o corpo reflete o universo (macrocosmo) e é um em miniatura (microcosmo). Entende que os órgãos, embora tenham funções diferentes, dependem uns dos outros. O conjunto é uma unidade e não existe harmonia ou felicidade das partes em separado. Tratando o organismo como um todo, a sua função é precisamente garantir que existe um equilíbrio entre o indivíduo e o meio, entre o corpo e a mente, relembrando ao organismo como se reequilibrar, através de uma intervenção mínima, que traz associada uma sensação de bem-estar geral. Recentemente tem-se assistido a um crescente interesse por parte da comunidade científica, e tem sido comprovado que a Acupuntura apresenta resultados efetivos perante várias patologias. Quando prestamos atenção aos sinais, reconhecemos os nossos limites e aprendemos a respeitar a nossa própria natureza. E isso, sim, traz saúde e felicidade. E a vida saudável da Natureza depende, em primeiro lugar, da vida saudável de cada um de nós.

Saúde 360

Ser Grande

Para ser grande, sê inteiro:

Nada teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa.

(…)

Fernando Pessoa

saúde 360

O ser humano pode viver até aos 130 anos. Anita Liberalesso Neri, professora e pesquisadora em gerontologia, afirma que hoje temos condições teóricas para chegar aos 130 anos. O que fazer então para alcançar o nosso potencial?

Saúde 360

Saúde 360

Viver mais e melhor é o desejo da maioria das pessoas. Muitas, à semelhança dos orientais, já se preocupam com a saúde de uma forma preventiva e encontram na Medicina Tradicional Chinesa (MTC), uma excelente aliada. Efetivamente, “Esperar ficar doente para procurar o médico, é como esperar ter sede para começar a cavar o poço.”, Imperador Amarelo.

A Medicina Tradicional Chinesa entende o indivíduo como um todo e a saúde como um dinâmico e ténue equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e espirituais da sua vida, bem como do seu relacionamento com o meio em que vive. Através de diferentes terapêuticas, regulariza o fluxo energético, equilibra mente e corpo, permitindo ao organismo a auto- preservação, essencial para retardar o envelhecimento, prevenir e tratar doenças. Esta visão holística do individuo (de diagnóstico e de tratamento) permite tratar a pessoa e não apenas o sintoma. O sintoma aparece sempre para nos pedir mudanças e não para nos pedir analgésicos! É preciso ouvir o que tem para nos dizer e identificar a causa do desequilíbrio. Posteriormente, o tratamento irá atuar nos sintomas, mas também na causa do mesmo. A palavra “holística” vem do grego “holos” e significa algo que é um todo em si mesmo e, simultaneamente, uma parte de um sistema maior.

A Medicina Chinesa foi desenvolvida e aperfeiçoada ao longo de milhares de anos e baseia-se nos princípios (Taoistas) do equilíbrio yin-yang.

Através da observação da Natureza, concluiu-se que tudo no Universo é composto por dois aspetos opostos, que se completam entre si, mantendo o equilíbrio natural – Yin e Yang. Eles formam um movimento circular, onde Yin se transforma em Yang e Yang se transforma em Yin. É o dualismo em ação. Representam algo que é único, mas que se apresenta em dois aspetos, opostos e complementares. Não há melhor nem pior, são apenas faces diferentes de um mesmo objeto. Porque tudo está conectado através do círculo, a saúde é entendida a partir de uma perspetiva ampla.

De acordo com a filosofia oriental, o primeiro passo para vivermos em equilíbrio e harmonia com o mundo é encontrarmos o nosso próprio equilíbrio e harmonia. Se seguirmos o princípio do Yin e do Yang, viveremos saudáveis, em sintonia com a natureza.

Hoje em dia, andamos a mil à hora e esquecemos-nos de viver. Precisamos direcionar a nossa atenção para a sabedoria milenar e reaprender a respirar, a comer e a escutar-nos. Quando prestarmos atenção aos sinais vindos do corpo e às suas necessidades, estaremos a respeitar a nossa natureza, o que só nos trará saúde e felicidade. De acordo com a Medicina Chinesa, deveríamos aplicar o princípio da moderação a todas as situações da vida: é tão prejudicial para o organismo praticar exercício em excesso, como ter uma vida demasiado sedentária. Os antigos, moderavam-se no beber e no comer, as suas atividades eram regulares e não cometiam excessos. Assim, gozavam de saúde física e mental e viviam até idade avançada. Para manter o equilíbrio, diziam, as influências nocivas e os ventos perversos devem ser evitados, e as pessoas devem conservar-se tranquilas no coração e livrar-se de toda a forma de ganância.

Medicina Tradicional Chinesa (Saúde 360º)

Um aspeto importante da Medicina Tradicional Chinesa é considerar a prevenção um fator preponderante para a saúde, o que leva inevitavelmente ao detalhe do estilo de vida, hábitos alimentares, exercício físico, bem-estar físico e mental. Quer na vertente preventiva, quer na vertente curativa, esta medicina, integra um conjunto de métodos de tratamento, dos quais destacamos:

Acupuntura com e sem agulhas – Técnica terapêutica reconhecida pela Unesco, em 2010, como património cultural intangível da humanidade, mobiliza e regulariza a energia vital (Qi) do paciente, através da inserção de agulhas muito finas ou da incidência de um feixe de luz (laser) sobre os meridianos.

Acupuntura Estética e anti aging – Bastante difundida na China e no Brasil, poderá utilizar agulhas de acupuntura, elétrodos ou laser, colocados em determinados pontos de acupuntura.

Tui na – Tem um objetivo idêntico ao da acupuntura, mas a manipulação da energia é feita através da massagem.

Moxabustão – O efeito da moxa é semelhante ao da acupunctura, sendo que estimula através do calor, certos pontos e/ou regiões para fortalecer a circulação do Qi (energia) e do sangue.

Ventosaterapia – O efeito de sucção provocado pela ventosa, ativa a circulação, favorece a nutrição dos músculos e alivia tensões, dores musculares e articulares. A ventosa tem ainda a propriedade de limpar o sangue das toxinas acumuladas no organismo.

Alimentação (dietética chinesa) – “Somos o que comemos”. Um dos primeiros passos para sermos saudáveis consiste em mudar a nossa relação com o alimento – deixarmos de o consumir de forma mecanizada e inconsciente, para passarmos a conhecer as nossas reais necessidades e nos alimentarmos em concordância. Pequenas dicas e orientações da MTC podem auxiliar neste processo.

Fitoterapia – Tal como a dietética chinesa preserva e nutre a essência. Combinada com a acupuntura, constitui um importante pilar do tratamento. A fitoterapia chinesa com mais de 600 plantas distintas, permite uma enorme variedade de combinações, tendo em conta a natureza da patologia e as características das plantas. Uma fórmula poderá conter de 4 a 20 plantas para uma maior eficácia terapêutica.

Exercício Físico – Exercícios integrados de respiração, circulação de energia e meditação, como: Chi Kung, Tai Chi Chuan e algumas artes marciais. Estas práticas podem contribuir para o reequilíbrio do organismo.

Deixar velhos hábitos e fazer escolhas sábias serão vitais para a sua saúde, bem-estar e longevidade. A verdade é que desfrutar de todo o seu potencial, depende apenas de si!

 

 

 

AlegriaA Alegria evita mil males e prolonga a vida.

William Shakespeare

 

AlegriaCuide de si , Sorria!

Sabia que a alegria contribui decisivamente para viver mais e melhor? A palavra alegria deriva do latim alacer ou alacris, que para além de alegre, significa também vivo, esperto, ardente, cheio de entusiasmo ou ardor, características próprias de um organismo saudável e impregnado de energia vital. A alegria é a expressão de que estamos bem, a “expressão de uma vida plena” (Aristóteles).

O dicionário define a Alegria como “um sentimento de contentamento, jubilo, satisfação e prazer de viver”. Os seus principais sintomas são o brilho nos olhos e o sorriso nos lábios. Quando se intensifica pode dar origem ao riso e à gargalhada.

Lá diz o ditado que “Rir é o melhor remédio”. Efetivamente, quando rimos aumentamos a produção de endorfinas e serotoninas, as “hormonas da felicidade” e baixamos os níveis de cortisol e adrenalina, as “hormonas do stress”. A tensão arterial é regularizada e a circulação melhora. Os músculos e os órgãos relaxam. A digestão melhora. O sistema imunitário é reforçado. A resistência à dor e às doenças aumenta. O sono é reparador e o desempenho sexual melhora. Na extensa lista de benefícios, que não termina aqui, podemos ainda encontrar o seu efeito “anti-rugas”. A alegria faz bem à saúde e é um excelente “produto de beleza”. As pessoas alegres ficam mais bonitas, simpáticas e atraentes.

A alegria é uma energia positiva que vem de dentro e que se manifesta em quem está de bem com a vida e a vive intensamente, apesar das dificuldades e dos desafios. Felizmente, a alegria é contagiante. “O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior…” (Alfred Montapert). Tem ainda a particularidade de se “auto-sustentar”, devido ao “ciclo virtuoso” da endorfina – o bom humor, que resulta da libertação de endorfina, produz bem-estar e o bem-estar, por sua vez, aumenta a propensão para o bom humor.

Para a Medicina Tradicional Chinesa, a Alegria expressa-se através do Coração, está associada ao elemento Fogo e ao Verão. Quando o Fogo está em equilíbrio temos bons pensamentos e sentimentos, mais força de vontade e facilidade em comunicar.

A Alegria é essencial, faz parte do ser humano. Quando moderada, fortalece o coração e traz felicidade. Porém quem ri à toa, dá gargalhadas escandalosas com frequência ou fala demais dos seus sentimentos, por exemplo, denuncia problemas neste elemento, tal como quem nunca ri, nem fala dos seus sentimentos. Viver sem prazer ou levar uma vida de prazeres excessivos fragiliza o coração e, mais cedo, ou mais tarde, provocará doenças cardíacas. O espetro da Alegria pode variar da depressão (o máximo da tristeza) até a mania (o máximo da euforia), qualquer dos extremos resulta de desequilíbrios e deve ser tratado.

A filosofia oriental entende o indivíduo como um todo e a saúde como um dinâmico e ténue equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e espirituais da sua vida, bem como do seu relacionamento com o meio em que vive. Através de diferentes terapêuticas, das quais faz parte a acupuntura, regulariza o fluxo energético, equilibra mente e corpo, permitindo ao organismo a auto preservação, essencial para retardar o envelhecimento, prevenir e tratar doenças. A Medicina Chinesa ao corrigir os desequilíbrios, devolve ao organismo a capacidade de fabricar boas emoções, sendo muito eficaz na recuperação da alegria e do prazer de viver.

Hoje, muitas são as pessoas que vivem angustiadas, insatisfeitas e sem alegria. Presas ao passado ou receosas do futuro, permitem que traumas e medos limitem as suas forças e sabotem as suas capacidades e oportunidades.

Na Medicina Chinesa, o coração é responsável pela capacidade de adaptarmos as nossas reações interiores às exigências exteriores. Se a adaptação é boa, ficamos alegres. Pelo contrário, se as emoções não se adaptam às exigências exteriores, a nossa alegria de viver diminui e as consequências logo se farão sentir.

As nossas emoções estão intimamente ligadas ao corpo físico. Os sintomas físicos são sempre um alerta! Devemos prestar-lhes muita atenção, para que os desequilíbrios que os originaram, possam ser corrigidos e, assim, impedidos de evoluir para doenças mais complexas.

 

 

SEGUNDA A SEXTA 9.00 - 19.00