fbpx

FORGOT YOUR DETAILS?

Stress, Concentração e Produtividade

 

Quantas vezes já deu por si sem tempo para almoçar com amigos? Sem tempo para dar uma caminhada depois do trabalho? Já reparou que anda sempre a correr e que mesmo assim o tempo não chega para tudo? 24 horas já não são suficientes para tudo o que quer fazer num dia? Talvez tenha chegado a altura de adotar uma nova estratégia ou ter uma nova abordagem ou recuperar o controlo da sua vida.

A atualidade em que vivemos fica marcada não só pelo grande avanço tecnológico mas também pelos elevados níveis de stress, causado na sua maioria por excesso de trabalho, falta de tempo e estilo de vida demasiado acelerado.

Ansiedade, depressão, fadiga, pânico, insónias são alguns dos distúrbios que se unem ao stress, fruto de uma sociedade acelerada e com pouco tempo livre.

Este conjunto de transtornos, juntos ou isolados, diminuem fortemente a produtividade e o poder de concentração, aumentando a carga de pensamentos negativos e desmotivadores. Para abrandar o ritmo e trazer positividade aos dias, a acupuntura, uma das técnicas usadas pela medicina chinesa, mostra-se uma solução eficaz e 100% natural, capaz de estimular o fluxo livre de energia vital, reduzindo os níveis de ansiedade e depressão.

O stress, característico dos “tempos modernos”, definido como «uma resposta não específica do organismo a qualquer exigência de adaptação», quando moderado e sob controlo, pode ser benéfico para manter equilibrados os níveis de produtividade e concentração. No entanto, quando em demasia, é prejudicial para a saúde, interferindo com a rotina de sono e o bem-estar pessoal.

Otimizar os níveis de stress e ansiedade é pois o que se pretende. Mas, de acordo com a Anxiety and Depression Association of America pode não ser uma tarefa fácil, porque geralmente inclui terapia que só ao fim de alguns meses apresenta resultados. Além disso, pode exigir medicação para a ansiedade, o que poderá ter bastantes efeitos colaterais. No entanto, a acupuntura é bastante eficaz no tratamento do stress e da ansiedade, conforme têm demonstrado diversos estudos. É o caso do estudo realizado por investigadores da Universidade de Georgetown e publicado na edição de abril de 2013 do Journal of Endocrinology e que demonstra que a acupuntura reduz significativamente a libertação das hormonas do stress.

A medicina chinesa, é assim, uma alternativa natural para quem procura aliviar a ansiedade, o stress e a depressão, ao mesmo tempo que incrementa os níveis de produtividade e concentração, a nível pessoal e profissional. Após um diagnóstico, é elaborado um plano de, totalmente natural e adequado a cada pessoa, que visa resolver o problema na sua origem.

Sem recurso a químicos e desprovida de efeitos secundários, a acupuntura vai ainda aumentar a produção de endorfina e serotonina, duas hormonas responsáveis pela alegria e bem-estar. Vendo o indivíduo como um todo, a medicina chinesa, procura um equilíbrio entre os aspetos físicos, mentais, emocionais e com o meio onde estamos inseridos.

Segundo esta perspetiva, emoções equilibradas irão harmonizar o qi, pelo contrário, emoções excessivas irão afetar os órgãos internos, causando o caos do qi visceral, podendo originar outras patologias.

No tratamento do Stress, como em todas as outras patologias, a Medicina Chinesa começa por identificar e avaliar as causas, para de seguida estabelecer um plano de tratamentos ajustado a cada paciente, de acordo com o diagnóstico realizado. O número de sessões necessárias é sempre variável, de acordo com a gravidade, a origem do stress e a resposta do organismo de cada pessoa, no entanto, na maioria dos casos, os pacientes relatam que, logo após as primeiras sessões, os sintomas diminuem, dormem melhor e registam uma forte sensação de bem-estar geral.

Para além de iniciar um tratamento com base na medicina chinesa, também a meditação e as práticas de relaxamento trarão grandes benefícios na estabilização dos seus níveis de stress. Um estudo científico feito pela Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, trouxe novas evidências de que a meditação, mais do que relaxar, provoca efeitos bastante benéficos no organismo e saúde mental. A pesquisa mostrou pela primeira vez que, ao contrário de um placebo, a meditação mostra-se capaz de provocar alterações mentais que reduzem, não só o stress, mas também o risco de doenças inflamatórias.

Um estudo recente da Universidade da Califórnia calculou que as pessoas levam em média 25 minutos e 26 segundos para voltar à concentração no trabalho após uma interrupção. Interrupção essa muitas vezes causadas pelo stress, e pela posterior dificuldade de concentração. Por isso mesmo, é tão urgente manter o equilíbrio dos níveis de stress para que este não entre em conflito com a concentração e a produtividade.

A par de todas estas estratégias que o podem ajudar a encontrar o equilíbrio e o bem-estar é importante também que se afaste de tudo o que pode ser prejudicial para os seus níveis de stress e concentração. E entre os principais elementos de distração, na sociedade moderna atual, destacam-se as redes sociais, as notificações do telemóvel, os sites de notícias e as reuniões demasiado extensas. Seja o primeiro a fazer um esforço diário para conseguir cumprir, com sucesso, tudo o que estava planeado. Evite aquela sensação de fracasso ou peso na consciência quando deixa para trás algo importante e não cumpre a agenda. Minimize todos os elementos de distração que possam estar presentes e veja os níveis de concentração a aumentar e a produtividade cada vez mais alta.

É possível fazer mais com menos esforço, mantendo o foco de forma saudável e tranquila. O bem-estar é a chave para o sucesso!

TOP
SEGUNDA A SEXTA 9.00 - 19.00
Cart Menu Button Icon0
Your Cart